Pais e alunos aprovam aulas remotas em Tocantínia e os resultados positivos começam a aparecer

Pais e alunos aprovam aulas remotas em Tocantínia e os resultados positivos começam a aparecer

Notícias

Dada ao período de pandemia repentina, o Sistema Municipal de Educação em Tocantínia, após as orientações das instâncias superiores fundamentadas nos pareceres do Conselho Nacional de Educação e na Resolução do Ministério da Educação que autorizou e regulamentou as aulas remotas , foi realizado  um processo de escuta e diagnóstico com pais, alunos e profissionais da Educação no qual foi desenvolvida uma proposta pedagógica de atividades remotas que passaram a integrar o plano de contingenciamento validado pelo Comitê de Enfrentamento da Covid-19 e pelo Conselho Municipal de Educação.

A partir de então, há pouco mais de um mês,  utilizando-se de todos os recursos possíveis para que todos os alunos acessem as atividades escolares remotas, a Secretaria de Educação de Tocantínia vem colocando em prática essa proposta que,  segundo questionário realizado na última quinta-feira, dia 09,  constatou-se que os pais estão satisfeitos e aprovam a realização das aulas remotas.  E os primeiros resultados do processo de ensino e aprendizagem começam a surgir segundo depoimentos de pais e alunos .

Mas para encarar essa nova realidade, a secretaria Municipal de Educação de Tocantínia (Semed), preparou os professores de forma adequada. É o que informa o secretário de Educação do município, André Goveia. Destacando que os professores  da Rede Municipal de Educação  passaram por um processo de formação continuada que os habilitou para o manuseio de uma  plataforma e um tutorial que foi disponibilizado aos pais e alunos para orientá-los a usarem a ferramenta. 

Com essa plataforma virtual, explica os alunos da rede municipal, passaram a contar com mais recursos para o desenvolvimento das atividades educacionais à distância, ressaltando que essa modalidade de ensino continuará funcionando durante todo o período de suspensão das aulas presenciais.  Por meio da plataforma são postados vídeo-aulas, exercícios e atividades interativas para o desenvolvimento dos conteúdos escolares.

André Goveia explica que a ferramenta possibilita ao aluno acessar ebooks, informativos e outros referenciais bibliográficos.  Além disso, cada escola terá seu espaço virtual, onde o aluno pode acessar a sua sala de aula e interagir com os colegas e professores da turma. Também é um espaço de comunicação entre a escola e a família, no qual, também, ambos poderão participar de atividades formativas sobre a pandemia.

O QUE DIZEM  AS MÃES DOS ALUNOS?

Lucilene Cardoso de Moura Reis  é mãe da Maria Fernanda  que está cursando o segundo ano do ensino fundamental. Ela disse que existia uma grande preocupação de como seria a continuidade dos estudos de sua filha.

“Desde que as aulas foram suspensas venho estabelecendo horas de estudo,  como leitura e escrita. Ainda no mês de junho a Escola Municipal Professor Constantino Pedro de Castro,  na qual ela estuda, disponibilizou o caderno de atividades remotas abordando primeiramente o tema vivenciado por todos, a Covid-19”,  informou a mãe da aluna.

Lucilene  ainda informou que já no segundo bloco de atividades  foram abordadas  as matérias contemplando as habilidades da BNCC (Base Nacional Comum Curricular),  para cada dia disciplina e fazendo uma revisão dos conteúdos vistos até a suspensão das aulas.

“Vejo que o aluno deve ir além da sala de aula e dessas atividades e isso se faz com o acompanhamento da família. O desenvolvimento das atividades está sendo proveitoso e estou conseguindo acompanhá-la dentro do horário programado para estudo. Percebo sua rápida evolução principalmente na leitura. Gostaria de parabenizar a escola; equipe gestora, coordenação pedagógica, professores pela qualidade do material e iniciativa desse grande desafio”, finalizou, Lucilene.


DIFERENCIAL
Apesar das dificuldades iniciais encontradas,  o secretário André Goveia, garante que aos poucos, os alunos estão evoluindo nessa nova modalidade educacional, cujo   o grande diferencial é plataforma pedagógica da rede municipal de educação Tocantínia, que ganhou um espaço especial para   Projeto Leitura Viva,  que era um grande atrativo dos alunos nas aulas presenciais  e que agora,   foi especialmente reconfigurado,de forma virtual, ganhando um ícone de incentivo à leitura e a escrita, com metodologias direcionadas para atividades de leitura à distância.

André Goveia explica  que por  meio do ícone do Leitura Viva o aluno participará, ainda,  do certame literário  Prêmio Leitura Viva: ler e escrever para o coronavírus,  que visa incentivar a leitura e a escrita no alunado e,  ao mesmo tempo,  se prevenir e preservar a vida diante do contexto da pandemia.

O secretário falou ainda que o prêmio trabalha com diversas categorias como conto, poesia, desenho, redação, frases, paródias e até produção de vídeos e fotografia. Todos os trabalhos serão postados pelos alunos na plataforma  virtual, sendo que os melhores trabalhos participantes  ganharão prêmios.

Fonte: Zacarias Martins/Portal Notícia 1 

 

Imprimir