Viveiro municipal de Tocantínia produz e distribui gratuitamente mudas de árvores frutíferas e nativas

A Prefeitura de Tocantínia por intermédio da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Saneamento Básico, implantou o viveiro municipal para produção de mudas de árvores frutíferas e nativas da região para distribuir gratuitamente para os agricultores e comunidades indígenas com objetivo de recuperar nascentes dos rios e áreas degradadas no município.

Há um ano que o projeto de produção de mudas vem sendo desenvolvida pela prefeitura, onde antes o sistema de produção do viveiro era administrado pela Associação da Brigada de Incêndio Indígena Xerente do PREVFOGO/IBAMA, tendo como parceira a prefeitura.

Para o Secretário do Meio Ambiente, Francisco Nardes, o projeto tem o propósito de implantar o sistema de agroflorestal nas comunidades indígenas, além de recuperação das nascentes dos rios que estão sendo comprometidas no período de longa estiagem na região.

Os indígenas tem uma cultura ancestral de fazer roças tradicionais chamadas de “roça de toco” para cultivar cereais para o sustento da família. E praticamente quase todas as roças são feitas nas matas ciliares. Com a técnica do sistema Agroflorestal pretende-se recuperar todas as áreas de roças que foram desmatadas para plantação. Isso já está acontecendo com a participação das comunidades indígenas no processo de agrofloresta.

Agrofloresta é um sistema de produção que geralmente imita o que a natureza faz  normalmente com o solo sempre coberta pela vegetação. São vários tipos de plantas na mesma área protegendo uma as outras, ajudando a combater as pragas e doenças, dispensando a utilização de venenos nas plantas. Nesse sistema é encontrada uma mistura de culturas anuais como: árvores perenes e frutíferas e leguminosas.

Além da implantação do sistema de agrofloresta, a Secretaria Municipal do Meio Ambiente já vem realizando nesse ano, o plantio de mudas de árvores nativas nas nascentes e as margens dos córregos Cercadinho, Salete e Jacó, e com a perspectiva de aumentar a plantação no próximo ano de 2019. 

42f77f9e-213b-4aa3-ba18-4fcece6ca87d
41a43e9d-6821-4e96-916b-b739bd158b6e
7d5a916d-1f9b-4e60-b915-01cb3c50ec59
2edb3439-a8ad-4772-baac-ff26e4cd95aa
2dfb0cac-b410-47fb-8422-ddbf392f7706
e7763ab7-f04f-442e-bb42-104157fbdb71
b86f4021-d850-4fc3-8f76-e10f1b927a99
a1292529-c844-4c5b-a929-3c5c15053abe
625612a3-6924-4652-9412-4230db04a8461
191c85a6-6d15-43e6-b80b-58d39de7e4991
54ba5af4-11e9-49a3-a763-a635bc997b2e

O Dia da Árvore foi celebrado no evento da Pedalada Amigos da Bike de Palminha

Em 21 de setembro é comemorado o Dia da Árvore no Brasil, a Prefeitura de Tocantínia, através do órgão municipal da Agricultura, Meio Ambiente e Turismo e a Educação, celebraram esse dia tão importante no evento da Pedalada Amigos da Bike, que aconteceu no último sábado (22), no povoado de Palminha.

 Para o Secretário da Agricultura, João de Abreu Caldeira Neto, esse dia é muito mais do que um ato simbólico de plantar uma árvore e deve ser encarado como um momento de mudança de postura e conscientização de que nossos atos afetam as gerações futuras. Sendo assim, a data deve ser visto como um dia de reflexão sobre nossas atitudes em relação a essa riqueza natural.

O Prefeito Manoel Silvino, a Primeira Dama Nara Monteiro, secretários e vereadores de Tocantínia, prestigiaram após o evento da pedalada, o plantio de mudas de árvores pelos alunos, no pátio da Escola Municipal Ana Alves de Brito, em Palminha. Além do povoado de Palminha, no pátio da escola do Assentamento da Água Fria II, também foram feitas o plantio de mudas pelos ciclistas.

Prestigiando o acontecimento, o Prefeito Silvino, disse que o objetivo do evento foi plenamente atingido, vez que conseguiu conscientizar a comunidade sobre a importância de pequenas atitudes que ajudem a promover uma mudança social, contribuindo com o meio ambiente.

MG5921
MG6287
WhatsApp-Image-2018-09-23-at-081152
IMG5910
MG6297

Aldeias Sempre Limpo Todos os Dias é tema da educação ambiental nas aldeias indígena

A Prefeitura de Tocantínia por intermédio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Turismo, iniciou na tarde desta segunda-feira na aldeia Funil, a campanha “Aldeias Sempre Limpo Todos os Dias”, faz alerta sobre acúmulo de lixo sólido nas aldeias.

O principal objetivo da campanha é orientar e conscientizar as comunidades indígenas sobre os danos que o lixo pode causar ao meio ambiente e para o ser humano quando não é coletado e destinado no local adequado.

À ação está acontecendo em parceria com a Brigada Indígena Prevfogo/IBAMA de Tocantínia e Distrito Sanitário Especial Indígena do Tocantins – DSEI/TO. A equipe da Brigada Indígena estão abordando os prejuízos que os incêndios florestais causam ao meio ambiente nas Terras Indígenas Xerente e Funil.

O DSEI/TO, assim como Secretaria Municipal do Ambiente, fez abertura da sua campanha, cujo tema é “Qualidade da Água nas Aldeias do Tocantins”. A equipe irá percorrer as aldeias de todas as etnias do estado para informar as comunidades indígenas sobre a água apropriada para o consumo humano. E o que fazer quando a água não recebe tratamento antes de consumir.

O Secretário do Meio Ambiente, Francisco Nardes disse “precisamos cuidar do meio ambiente para não prejudicar a nossa própria saúde” se referiu resíduos sólidos.

Para mostrar para comunidade da Aldeia Funil, Suiane Sardinha, fez um veste com materiais considerados como resíduos sólidos, que demoram anos para sua decomposição no solo ou rio.  

No final das palestras foram distribuídos panfletos informativos e sacos de lixo pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente. Escovas de dente e pasta dental pela equipe do DSEI.

IMG6658
IMG6613
IMG6548
MG6651
MG6635
MG6620
MG6602
MG6448
MG6517

A Campanha Aldeia Sempre Limpa Todos os Dias, chega à comunidade Cachoeira

Na manhã desta terça-feira (25), a equipe da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e do DSEI/TO, foram até a comunidade da Aldeia Cachoeira para promover campanha de educação ambiental aos membros da aldeia.

De acordo com o Secretário do Meio Ambiente e Turismo, Francisco Nardes, a ação está acontecendo em parceria com o Distrito Sanitário Especial Indígena do Tocantins – DSEI/TO. Segundo Nardes, o principal objetivo da campanha é orientar e conscientizar as comunidades indígenas sobre os danos que o lixo sólido pode causar ao meio ambiente e para o ser humano quando não é recolhido e depositado no local adequado.

A campanha do DSEI/TO tem como tema, a qualidade da água nas aldeias do Tocantins. O Biólogo, Francisco de Assis, informou que a equipe percorrerá o estado levando informações sobre a água para as comunidades indígenas.

Para o Secretário Nardes, é preciso que as pessoas cuidem mais do meio ambiente, zelando para não haver o desiquilíbrio ecológico e, sobretudo para não prejudicar a saúde humana.

IMG6686
MG6762
MG6723
MG6758
IMG6776
MG6713

Foi protocolada documentação para continuar a receber recursos com ICMS Ecológico

Na manhã desta quinta-feira (15), o secretário municipal de Meio Ambiente e Turismo de Tocantínia, Francisco Osório Ribeiro Nardes, esteve no Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), protocolar  toda a documentação com os relatórios sobre as atividades realizadas no decorrer de 2017, que habilitam o município a receber recurso financeiro instituído pelo ICMS Ecológico.

 De acordo com o secretário, esse benefício visa proporcionar maior autonomia aos gestores públicos municipais, na execução de ações estruturantes de apoio a implantação do órgão executivo municipal, do conselho e do fundo de meio ambiente, propiciando ao município de Tocantínia a investir em ações programáticas na área de educação ambiental, de controle e combate às queimadas, de apoio a unidades de conservação e terras indígenas, de saneamento básico e de conservação do solo.

 No estado do Tocantins, 13% do total arrecadado com o Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), é destinado aos municípios na forma de ICMS Ecológico. Para não perder   esse repasse, a administração municipal de Tocantínia, por meio de seu órgão ambiental, organizou toda a documentação que comprova a realização de atividades relativas à preservação e conservação do meio ambiente d

ECOLOGIA-TOCANTINIA
urante o ano de 2017.