A “Festa do Berarubu” movimentou os moradores de Tocantínia e visitantes no fim de semana

A XXI edição da “Festa do Berarubu” aconteceu neste domingo (21), na chácara Limoeiro, em Tocantínia.

O evento reuniu moradores de Tocantínia e visitantes de outras localidades para relembrar as tradições indígenas Xerente da região, que consiste na preparação de uma comida típica tradicional herdada dos seus ancestrais e ainda praticam como forma de preservar sua cultura.


O ingrediente principal do prato é a cabeça de boi que depois de limpas são enroladas na folha de banana e papel alumínio e colocadas dentro da lata de 20 litros que já foram utilizadas.


O processo de preparação dura cerca 24 horas. São abertos dois buracos com 7 metros de comprimento por 060 centímetros de profundidade. Lenhas são queimadas nos buracos para atingir uma temperatura ideal de cozimento das cabeças. A brasa é retirada e as cabeças são colocadas, em seguida a brasa é colocada novamente no buraco e terra para manter a temperatura interna. Depois de prontas, o berarubu é servido com arroz, molho de tomate e pimenta de cheiro.

De acordo com o Célio Costa, organizador da festa, uma cabeça de boi dar para servir até 25 pessoas. E para não faltar, foram preparadas dez cabeças para garantir o almoço para todos os participantes que foram apreciar o berarubu.

O prefeito de Pindorama do Tocantins, Almir Batista Silva Amaral, que estava presente no evento, disse que veio para experimentar e também para conhecer e levar a técnica de preparo para sua cidade.

Para o Prefeito Manoel Silvino Gomes Neto, o evento é muito importante para o município, que já se tornou uma tradição e a cada ano, a festa atrai mais pessoas para conhecer e deliciar do berarubu. Ainda segundo o Silvino, é uma forma também de promover a tradição  indígena Xerente que faz parte do município.

MG1652
MG1665
MG1990
MG1995
MG1986
MG1913
MG2037
MG1692
MG2015
MG2009
MG2026
MG2025
MG1943
MG1968
MG1920

 Ascom/Tocantínia.

 


Imprimir   Email